Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 09 de novembro de 2016. Atualizado às 21h39.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

consumo

Notícia da edição impressa de 10/11/2016. Alterada em 09/11 às 21h44min

IPCA de outubro fica em 0,26%, menor taxa para o mês desde 2000

A inflação oficial do país, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), acelerou em outubro em 0,26%, mas registrou a menor taxa para o mês desde 2000. Em setembro, os preços variaram apenas 0,08%. Em outubro de 2015, a taxa foi de 0,82%. Nos 12 meses últimos meses, a inflação ficou em 7,87% - ficando pela primeira vez abaixo dos 8% desde fevereiro de 2015 (7,7%). No acumulado do ano, o resultado é de 5,78%.
Entre os grupos de itens pesquisados, a variação mais elevada em outubro ficou com transporte (0,75%), puxada especialmente por etanol e gasolina, enquanto alimentação e bebidas (-0,05%) e artigos de residência (-0,13%) apresentaram recuo nos preços. Também subiram os preços da habitação (0,42%), vestuário (0,45%), saúde e cuidados pessoais (0,43%), despesas pessoais (0,01%), educação (0,02%) e comunicação (0,07%). Todos os grupos desaceleraram no acumulado em doze meses.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia