Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 31 de outubro de 2016. Atualizado às 08h13.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Agronegócios

Notícia da edição impressa de 31/10/2016. Alterada em 30/10 às 23h01min

Qualidade do trigo está mais baixa com chuvas

Umidade e granizo prejudicaram plantações em diversas localidades

Umidade e granizo prejudicaram plantações em diversas localidades


PAULO KURTZ/EMBRAPA/DIVULGAÇÃO/JC
Houve avanço na colheita do trigo no Estado. Alguns produtores optaram por colher a cultura com umidade acima do ideal para diminuir as perdas provocadas pelas chuvas. A colheita alcança 17% do total semeado, segundo a Emater, tendo ainda 42% de lavouras maduras. Produtores relatam que, para acelerar o processo, colheram com umidade próxima a 20%. É grande a variação na produtividade obtida, assim como na qualidade, demonstrando que os efeitos das chuvas e do granizo foram muito irregulares.
Com o avanço da colheita e a continuidade da umidade excessiva, a qualidade do produto está cada vez mais baixa, e várias lavouras não atingem o padrão mínimo exigido para comercialização visando ao consumo humano. Devido à má-formação dos grãos, o produto obtido apresenta elevado percentual de impurezas. As lavouras colhidas no final de setembro e nos primeiros dias de outubro apontaram para produtividade de 40 a 60 sacas por hectare, com qualidade boa de trigo tipo Pão, com pH em torno de 78 a 80. Entretanto, as lavouras colhidas na última semana, depois das intensas chuvas, tiveram redução na qualidade, com pH abaixo de 68 e germinação do grão na espiga; ocorreu também redução na produtividade, que, em alguns casos, alcança somente 15 sacas por hectare.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia