Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 01 de setembro de 2016. Atualizado às 23h08.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

agronegócios

Notícia da edição impressa de 02/09/2016. Alterada em 01/09 às 20h59min

Clima favorável beneficia as culturas de inverno

Ocorrência de geada em setembro pode prejudicar as plantações

Ocorrência de geada em setembro pode prejudicar as plantações


EMBRAPA TRIGO/DIVULGAÇÃO/JC
Os produtores de trigo do Rio Grande do Sul estão com uma expectativa positiva em relação à obtenção de uma boa produtividade na safra deste ano. De acordo com o Informativo Conjuntural divulgado pela Emater/RS-Ascar nesta quinta-feira, a maior parte das lavouras apresenta boas condições sanitárias, e o clima dos últimos dias foi favorável para a cultura.
Na semana que passou, foram intensas as atividades de aplicação de fungicidas nos trigais gaúchos, visando à prevenção e ao controle de doenças na parte aérea da cultura, especialmente em relação à giberela, prática que deverá ter continuidade nas próximas semanas, se as condições climáticas permitirem.
"De maneira geral, a cultura se apresenta com um percentual elevado de lavouras em desenvolvimento vegetativo (78%). Porém, a partir de agora, é esperado o aumento expressivo do percentual de lavouras em fase de floração e formação de grão, período muito suscetível às baixas temperaturas e, principalmente, às geadas", comenta o diretor técnico da Emater-RS, Lino Moura.
Em relação à cevada, a cultura se mantém em fase de formação de espigas, com boa sanidade, também beneficiada pelo tempo seco e as baixas temperaturas noturnas. Os agricultores estão aplicando nitrogênio em cobertura e fungicida protetor contra a giberela e septória. "O temor dos produtores é a ocorrência de geada em meados de setembro, o que pode ser fatal para a cultura", alerta.
A canola se mantém nas fases de floração e formação das síliquas, com boa estatura, sanidade de plantas e potencial de produção favorável. Os produtores estão realizando aplicação de fungicida e inseticida, a fim de proteger as folhas e as síliquas. A colheita está projetada para iniciar na primeira quinzena de outubro, liberando a área para o cultivo das culturas de verão.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia