Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 19 de julho de 2016. Atualizado às 20h35.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

19/07/2016 - 19h30min. Alterada em 19/07 às 20h35min

Dólar avança ante euro com a divulgação de números positivos nos EUA

O dólar avançou diante do euro e de moedas de países emergentes nesta terça-feira (19), impulsionado por dados positivos nos Estados Unidos que mostraram aceleração na construção de moradias em junho.
No fim desta tarde, o euro recuou para US$ 1,1021 de US$ 1,1075 no fim da tarde de ontem; o dólar caiu para 106,5 ienes, de 106,19 ienes e a libra recuou para US$ 1,3082 de US$ 1,3253.
Os números de moradias iniciadas mostraram que uma parte importante da economia norte-americana estava ganhando força nas vésperas do início do segundo semestre. As construções de moradias novas subiram 4,8% em junho na comparação com o mês anterior, de acordo com o Departamento do Comércio. Economistas consulados pelo Wall Street Journal esperavam um aumento de 0,9%.
Os dados positivos "continuam a contrastar com vários números negativos que estávamos vendo em economias industrializadas", particularmente na zona do euro, disse Omer Esiner, analista de mercado da Commonwealth Foreign Exchange.
Com um início de semana relativamente quieto nos EUA, Esiner disse que os investidores mudaram o foco para a Europa, onde se espera que os bancos centrais iniciem um novo afrouxamento monetário na esteira do Brexit.
O recuo na comparação com o iene veio com o comunicado do Fundo Monetário Internacional (FMI), que disse que não apoiaria uma intervenção cambial por parte do governo japonês para evitar a valorização de sua divisa.
As moedas de países emergentes também recuaram ante o dólar depois de um rali ontem. A moeda americana subiu hoje para 1,3028 dólar canadense e avançou para 63,588 rublos. A queda nos preços de petróleo contribuiu para o movimento, uma vez que alguns desses países são exportadores da commodity.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia